Como surgiu a pipoca? A história da pipoca

como surgiu a pipoca

Conheça a história da pipoca

Atualmente a pipoca é uma das delícias mais populares no mundo e esta frequentemente relacionada a momentos de felizes.

A forma simples de preparo, o sabor do floco, a combinação perfeita com coberturas e o fato de ser uma excelente fonte de energia e carboidratos fizeram a pipoca ser o sucesso que é hoje.

Só que isso todo mundo sabe.

Mas você já parou para pensar como surgiu a pipoca? Vamos descobrir agora!

Teorias malucas sobre como surgiu a pipoca

A história da pipoca não foi bem registrada no passado, mas uma coisa é certa, o milho está entre os homens há muito tempo!

historia da pipoca

Estima-se que o alimento começou a ser cultivado no México, aproximadamente 9 mil anos atrás.

Se essa teoria estiver correta – e existem provas arqueológicas nesse sentido – a pipoca mesmo teria surgido por volta de 3 mil antes de Cristo.

Porém provas indicam que a primeira pipoca estourada propositalmente foi feita pelos índios americanos, por volta de dois mil anos atrás.

Quer ver outros dados interessantes sobre a pipoca? Veja neste post aqui.

Olha só o relato que os colonizadores da América fizeram quando viram a primeira vez a pipoca com os índios:

“Encontramos um alimento novo usado pelos nativos tanto na alimentação quanto como enfeite de cabelo”.

Já pensou em utilizar pipoca no penteado? Pessoalmente, não nos parece uma boa ideia. Melhor mesmo é comer!

Pipoca no sabugo

Acredite ou não, mas inicialmente o consumo da pipoca era feito diretamente na espiga.

O preparo envolvia passar a espiga sobre o fogo, de forma que os grãos se tornassem pipoca.

É relativamente muito recente a ideia de tirar o milho da espiga antes de estourar!

E se você tem curiosidade sobre o processo de transformação do milho em pipoca, saiba que tudo é uma questão de pressão e umidade.

Isso mesmo, os grãos de milho possuem água em seu interior. Quando aquecidos, eles explodem.

Dá até para imaginar o barulhinho do milho pulando na panela, não é mesmo?

A pipoca nos dias atuais

Se nos tempos antigos o preparo da pipoca era complicado, agora a conversa é outra.

Desde que os cinemas aceitaram o consumo de pipoca nas salas de projeção, os processos de produção e conservação do produto se modernizaram bastante.

Hoje tais processos garantem que a pipoca mesmo depois de estourada preserve suas propriedades por meses.

Aqui na Gourmet Popcorn, por exemplo, nós usamos o gás nitrogênio
(o mesmo usado em embalagens de salgadinho) para conservar a crocância e sabor das pipocas depois de estouradas.

Da culinária indígena para as salas de cinema e depois para os quiosques gourmet, a pipoca realmente ganhou o mundo e criou um segmento de alto faturamento no mercado mundial!

Mas essa questão mais “empreendedora” da pipoca nós deixamos para este outro post aqui.

E aí, achou que a história da pipoca era tão longa assim?

Fale conosco pelo Whatsapp